Piquet será companheiro de Barrichello na Stock Car em 2018

Nelsinho Piquet será o companheiro de Rubens Barrichello e Maurício Ricardo na Stock Car. O piloto de 32 anos acertou com a equipe Full Time para a temporada 2018 da principal categoria do país. Além da disputa nacional, Nelsinho seguirá na Fórmula E, o campeonato de monopostos elétricos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) do qual ele foi campeão em 2015.

Divulgação/Panasonic Jaguar Racing

Divulgação/Panasonic Jaguar Racing

O piloto contou ao público a novidade, nesta sexta-feira (8/12), em vídeo publicado em sua conta no Instagram, “Bom, pessoal, finalmente anunciando hoje a minha entrada na Stock Car com a Texaco, aqui na Full Time, companheiro do Rubinho e do Ricardo Maurício em 2018. Estou muito feliz mesmo de poder fazer duas categorias super competitivas, como a Stock Car e a Fórmula E, em paralelo. Acho que isso vai agregar muita à minha carreira, poder aprender muito aqui”, afirmou.

Mal posso esperar pra começar!! // I can’t wait to start!!! #stockcar

Uma publicação compartilhada por NELSON PIQUET JR 🏁 (@piquetjr) em

 

Nascido na Alemanha e criado em Brasília, Nelsinho guiou um Stock em três oportunidades, sempre como companheiro de Átila Abreu na corrida de duplas. Em 2015, conseguiu a pole position para a parceria.

A Stock é mais uma das muitas categorias em que Nelsinho acelerou. A versatilidade tem sido uma das marcas da carreira. Depois do kart nos anos 90, ele começou nos monopostos com a F-3 Sul Americana em 2001, com apenas 16 anos, conquistando o título na temporada seguinte. Foi para a F-3 inglesa em 2003, sagrando-se campeão em 2004.

O passo seguinte foi a GP2, então categoria de acesso à Fórmula 1. Estreou em 2005 e foi vice-campeão em 2006, atrás apenas de um certo Lewis Hamilton, garantindo o passaporte para a elite do automobilismo.

Nelsinho passou três anos na F1, sendo o primeiro deles como piloto de testes da Renault. Em 2008, na mesma equipe, foi o 12º colocado com 19 pontos, mas teve o ano marcado pela batida proposital, em Singapura, que ajudou o companheiro Fernando Alonso a conquistar uma improvável vitória. Em 2009, com um carro ruim, foi ejetado da equipe no meio da temporada.

O brasileiro mudou o eixo da carreira, passando a competir nos EUA. Na Nascar Series, ficou de 2010 a 2014 alternando entre a Truck Series e a Xfinity – então Nationwide. Foi sétimo na primeira temporada, em 2012, e 12º na segunda, em 2013, desempenhos bem satisfatórios.

 Em 2014, além do Mundial de GT e o de Rallycross, participou da temporada inaugural da Fórmula E, conquistando o título pela China.
De lá para cá, permaneceu no Rallycross e na F-E — agora com a Jaguar -=, mas também colocou o Mundial de Endurance no currículo, com excelentes participações pela LMP2.
Anúncios


Categorias:AUTOMOBILISMO

Tags:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: